sábado, 14 de julho de 2012

Vivendo e Convivendo





   Andava meio distante de meu xodó, talvez por conta da correria do dia a dia ou por estar meio relaxado, sei lá, o fato é que estava sentindo falta, muita falta de escrever. Durante esta semana me aconteceu uma coisa que achei uma situação chata e desagradável, me emocionei ao presenciar aquele menino que andava de maneira perdida entre pessoas que seguiam suas vidas normais, se divertiam, conversavam, trabalhavam, de alguma coisa se ocupavam. Não desejava que o mundo parasse e se ajoelhasse aos seus pés, só queria que alguém notasse a solidão de uma pessoa que andava por ali meio que desnorteado, era visível que aquele garoto era portador de alguma deficiência, física pelo que pude perceber. Ele rodava, rodava e não se encontrava.
   Era como se naquele meio ele não se sentisse a vontade, tudo o incomodava, talvez achasse que ele mesmo era o incomodo, ele parecia sentir-se um estranho frequentando um lugar de pessoas "normais", não me conformava, me senti sufocado, coração apertado, me encontrava acompanhado de uma grande amiga, e pedia para que ali também pudesse aparecer um grande amigo para lhe fazer companhia, parecia ser a ultima coisa que aconteceria, não aguentamos, ensaiamos como seria a abordagem, ficamos meio constrangidos, mas, depois de muita vontade retida no peito tivemos a iniciativa.
   Foi frio o primeiro contato, mas apesar de todo o desconcerto daquele momento, nos sentiamos aliviados por estar ali conversando com ele, um ótimo ser humano, de humor extraordinário, meio tímido, uma boa pessoa. Aquela atitude salvou a minha noite, noite que para mim se tornou calorosa depois daquele instante. Deus como sempre tem um próposito pra tudo, não queria sair de casa naquele dia, mas não sei quais foram os motivos que me fizeram mudar de ideia, talvez seja pra me colocar no caminho daquele menino nem que seja por riquissímos e preciosos minutos, que trouxeram novas concepções para a minha cabeça do que é viver e conviver!

3 comentários:

  1. Muito bom seu blog,adoramos. Tem muito conteúdo e é muito organizado, estamos seguindo com certeza. Obrigado por visitar, comentar e seguir nosso blog, somos muito gratos.
    http://www.blogacimadenos.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  2. A vida cotidiana na contemporaneidade faz com que todas as nossas emoções sejam dilaceradas e que percamos o olhar para as coisas sensíveis. Vivemos automatizados pelo discurso do capitalismo e perdemos a nossas sensibilidade por que nos tornamos como máquinas.

    Já sigo seu blog e espero sua visita no EDB
    http://escritordebrinquedo.blogspot.com.br/
    Eu estou seguindo o seu blog!

    ResponderExcluir
  3. Viver não é nada fácil, todos nós sabemos disso. Cada um de nós possui diversos problemas e diversas dificuldades. Somente a própria pessoa pode avaliar as suas razões para conduzir a vida da maneira que conduz.

    Olha Retribuindo a Visita ....Ja tou seguindo concerteza*-------* amei o blog parabens pela organização

    ResponderExcluir